2017-04-13

Um momento ímpar

O perfume que se enlaça em ti
tem um rosto 
filtrado de rosáleas...

O teu olhar
envolve serpentinas
de ar quente...

O teu corpo 
exala a poesia
dos teus contornos...

As tuas palavras
levam-me ao encontro
duma imensidão azul salgada...

O teu toque
dilui-me em labirintos
deleitosamente árboreos...

O encontro
embaraça fluídos estelares...

Ana Guerra
13 Abril 2017

https://www.youtube.com/watch?v=seq-nbqkhwQ

A ti, João Merlim!

Tu, 
que escalas as escarpas
dum caminho...

Sentes a alegria
exposta e dissipada
da criação...

Guardas as dores alheias
numa teia reluzente
de sorrisos e toques...

Tu, 
que decides romper 
com o pergaminho
que te envolve...

desfloras o teu 
espaço plasmático...

Entregas-te
na simbiose
do SER!!!

Ana Guerra 
12Abril17


https://www.youtube.com/watch?v=mUUD-p-nJAE&list=RDmUUD-p-nJAE#t=214

2016-06-23

Anam Cara

O teu rugido é
sereno e tem um 
perfume silencioso...

O teu olhar balança
entre o que ÉS
e o que procuras 
para TI!

As tuas palavras cantam
a música que
as tuas irmãs te 
segredam na floresta...

Os teus vôos segredam
o extâse
de TI 
com as raízes...

O teu toque escreve
a onda do mar...
o perfume do jasmim
a agrura do monte...


ana guerra 23 junho 2016

2016-06-19






HOJE O LANÇAMENTO DO LIVRO
PELO QUAL DESEJEI VER E PARTILHAR.
O LIVRO ESTARÁ NAS LIVRARIAS
FOI UM PROJECTO AMBICIOSO E CONSEGUIDO.
MAIS UM DESAFIO TERMINADO COM SUCESSO!!!

SE QUISEREM ADQUIRIR O LIVRO, POSSO ENCAMINHAR.

ESTE É O TEXTO COM O QUAL PARTICIPEI:
http://outrasdimensoes.blogspot.pt/2016/03/meu-amor.html

2016-04-21

A Estrela no teu caminho!

Quando te ergues 
e buscas o teu Ser...
desejas um sinal
um toque....
Olha em teu redor e 
descobres a tua Estrela!...

21 Abril 2016

2016-03-29

O Momento

Vais contar-me que passaste um dia maravilhoso e descobriste emoções novas…
Maravilha!  Quando te permites viver a criança que há em ti, tornas-te mais liberta, efusiva, tranquila e confiante.
Adoro sentir-te: ser tocado pelo teu silêncio perfumado, o olhar penetrante, o sorriso que me fascina, pela sedução palavreada.
Falas-me da comunhão com a Natureza que empreendeste nestes últimos dias. O cheiro almiscarado, o chilrear esvoaçante, alguns grunhidos e a musicalidade folheante das irmãs árvores. Ah, e a dança fresca do rio nas encostas verdes.
A tonalidade energética que emanas transporta-me para a vivência do teu momento.
A tua alegria é o poema latente em todo ser animado que ofereces. O quadro que desenhas por ti, eleva-me a uma composição áurea, deleitando-me nos sulcos harmoniosos, sedutores.
Exalas criatividade no caminhar e os teus olhos entregam-me uma oferenda para deslumbrar.
Grato pelo momento que não presenciei, no entanto, existo nele com a imensidão oceânica qual ser marinho vive. Amanhã, nasce a flor que brota em ti. Saboreio cada linha do teu templo, as estórias que respiro nos teus poros, o carinho desenhado nos teus cabelos.
Adorno-me contigo e esvaneço-me em nós. No êxtase do Um, revejo os rostos elementares latejantes da nossa glória. Esquadrejante cadência dos nossos gestos revela o ânimo delicioso que desejamos um para o outro.

Momentos desenhados de emoções são o crivo ofertado ao Cosmos. Pertença comungada por sermos o TODO.

Meu amor!

Amor meu,
acabei de rever um filme, que me fez sentir saudades tuas, pensar em ti...
Continuo a aprender contigo, sem saberes...
Na última semana, solidifiquei uma aprendizagem. Lembrei muito do que me dizias, e senti que não é por acaso que tudo acontece. Tem um significado, e conclui; que, a pessoa com quem posso ser EU, é comigo mesma, por ser com quem sou feliz
Reflecti esta semana no que dizias – de ser eu mesma só com algumas pessoas – que devia conter-me em dizer certas coisas. Como é que essa mensagem tem sentido na minha vida, por não ser exactamente como a referiste, no entanto compreendo o significado.
Depois do que me aconteceu o ano passado, e tudo o que se passa agora, as minhas lições começam a ganhar um objectivo.
Aprendo a desapegar a dor de não acreditares em mim, a sonhares com a imagem que desejas de mim e achas que não sou. De sentir o desvalor da minha entrega, não te permitires ver a Mulher que SOU.
Além de matares isso, nem oportunidade nos deste de o viver.
Esta lição é tua. Estou focada nas minhas, feliz por que ao meu ritmo estou a vivê-las.
Gostava muito de saber de ti. Agora tens uma nova vida.
Continuo a acreditar em nós e em como poderíamos transformar em realidade os nossos sonhos; não depende só de mim.
Tenho saudades de fazer amor contigo, estar apaixonada por ti. Tem sido uma luta dura. Chega o momento de receber os frutos desta luta, apesar de muito para construir.
Tenho muitas saudades tuas, muitas...

um beijo doce na minha boca linda!